Blog

Roteiro de 7 dias para curtir o verão no Chile

Uma das principais dúvidas dos viajantes é: o que fazer neste destino. Outra pergunta que recebemos muito dos nossos clientes é se vale a pena visitar o Chile no verão, sem neve. Vale e vale muito!

Por conta dessas dúvidas, criamos um exemplo de roteiro de 7 dias para aproveitar o melhor do Chile no verão.

1º dia: City tour e Vinícola Concha y Toro

Para começar a viagem com o pé direito, recomendamos fazer um city tour pelas ruas de Santiago. A capital chilena é uma metrópole completa, moderna e boêmia. Ela preserva sua história e cultura em cada pedaço.

Um guia poderá caminhar com você pelos principais pontos históricos de Santiago, o Palácio La Moneda, Rua Agustinas, Paseo Ahumada e Plaza de Armas. Descubra as histórias escondidas nos bairros históricos, no Centro Cívico, na belíssima Catedral Metropolitana e no Bairro Paris-Londres. Não deixe de subir no Cerro de Santa Lucia para ter uma das mais belas panorâmicas da cidade e aproveite para provar um Mote con huesillos.

Se você acompanhar a agenda, poderá ver ainda a apresentação da troca da guarda no Palácio La Moneda, uma das apresentações mais lindas e respeitadas pelos chilenos.

Para concluir o dia, emende o passeio com um tour guiado pela famosa vinícola Concha y Toro. Lá você passará uma tarde agradável conhecendo o processo de produção dos vinhos e conhecerá a misteriosa história do mais conhecido rótulo da casa, o Casillero del diablo.

Saiba mais sobre nosso combo City tour + Concha y Toro.

2º dia: Valparaíso e Viña del Mar

Verão é época de praia e o litoral chileno abriga duas de suas cidades mais lindas e interessantes: Valparaíso e Viña del Mar. Em Valpo, você se surpreenderá com uma paisagem colorida, boêmia e super artística. Suba e desça os morros nos funiculares, a visão do porto é incrível. Aproveite para conhecer La Sebastiana, uma das casas do poeta chileno Pablo Neruda no Chile.

A cidade vizinha e irmã de Valparaíso é Viña del Mar, mas moderna ela abriga um dos maiores festivais de cinema e música do país. Além de contar com uma grande variedade de restaurantes e bares. Coloque os pés no mar e sinta as aguas geladas do Pacífico, bem diferente do Brasil.

No nosso tour pela Região V, o litoral chileno, você ainda terá a oportunidade de visitar uma casona típica chilena e degustar uma chicha (bebida), tendo um panorama do Valle Curacaví e Valle Casablanca. Além de visitar a renomada vinícola Emiliana, conhecida pelos seus vinhos orgânicos.

3º dia: Isla Negra e Undurraga

A combinação Isla Negra e Undurraga reúne dois patrimônios do Chile: a poesia e o vinho.

Na pequena e charmosa cidade de Isla Negra, o poeta chileno Pablo Neruda decidiu abrigar sua casa principal. Ele tem mais duas no Chile. Provavelmente a beleza única e pitoresca do lugar foi o que encantou o poeta. Isla Negra foi batizada pelo próprio Neruda, o nome foi inspirado nas ondas que batiam nas rochas escuras, comuns na região.

Uma das vinícolas mais tradicionais do Chile, Undurraga está presente em mais de 60 países nos cinco continentes. Desde 1891, a vinícola se orgulha de apresentar vinhos de qualidade com a diversidade que agrada os mais distintos paladares.

4º dia: Cajón del Maipo

Aqui sugerimos dois roteiros diferentes combinando Cajón del Maipo com Termas Colina ou Embalse El Yeso.

A região de Cajón del Maipo fica a pouco mais de uma hora da capital chilena. Considerada um oásis para os santiaguinos com uma paisagem de tirar o fôlego. O caminho até a região é cheio de pontos interessantes, como Puente El Toyo, Tunel Tinoco e Campamento Minero.

Embalse El Yeso é um grande reservatório de água a 2.500 metros altitude envolto pela Cordilheira dos Andes, o que proporciona uma paisagem incrível. Seus 253 milhões de metros cúbicos de água azul turquesa refletem a fauna e flora únicas da região.

Termas Colina é um passeio perfeito para combinar com os dias de agitação no Chile. Um lugar mágico e silencioso aos pés da Cordilheira dos Andes, suas piscinas naturais de águas termais proporcionam um banho relaxante e terapêutico ao ar livre.

Os tours por Cajón del Maipo só podem ser realizados entre novembro e abril, durante a temporada de verão, pois nesse período as estradas são mais seguras e o clima fica especialmente agradável.

5º dia: Wine tours nas vinícolas chilenas

Já incluímos a famosa Concha y Toro no primeiro dia, mas as vinícolas chilenas merecem uma volta. Afinal, o país é conhecido não apenas por ser uma dos maiores produtores da bebida no mundo, mas por oferecer uma grande variedade, com diversos rótulos premiados.

6º dia: Compras e um jantar inesquecível no Bali Hai

Não poderíamos deixar de incluir um dia para compras, afinal o Chile oferece uma infinidade de “regalos” que você só encontra no país. Já fizemos um roteiro bem legal só dicas de onde e o que comprar. O Costanera Center, um complexo comercial no qual se encontra o arranha-céu mais alto do Chile e de toda a América Latina, é parada obrigatória.

Você também pode visitar as diversas outlets no entorno de Santiago. Como elas ficam mais afastadas e distantes de qualquer estação de metrô, você pode optar por contratar um serviço de transfer para levá-lo até as outlets e buscá-lo com suas compras, muito mais prático, não é mesmo?

Para fechar o dia em grande estilo, nada melhor do que boa comida acompanhada de um show. O Bali Hai é o único restaurante temático polinésio da América Latina. O jantar com pratos típicos e únicos acontece com muita música típica e apresentações de dança, transportando os visitantes além das barreiras geográficas.

7º dia: Museus e parques

Também não poderíamos deixar de citar a variedade de museus e parques de Santiago. O Museo de la Memoria y los Derechos Humanos convida para um mergulho na história do país, especialmente na época da ditadura. O Centro Cultural Gabriela Mistral, carinhosamente conhecido como GAM é um moderno espaço de exposições e eventos no coração da capital. O Museu de Arte Contemporânea e o Museu de Belas Artes são outros que devem entrar na lista.

O Parque Florestal em Santiago atravessa os bairros de Bellavista e Lastarria, perfeito para uma caminhada no fim da tarde. O Parque Araucano é considerado um dos parques mais bonitos da cidade.

Esperamos que essa sugestão de roteiro possa ajudá-lo a montar o planejamento ideal para sua viagem de verão no Chile!

Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Pin on Pinterest0Email this to someone

Instagram

Trip advisor