Você sabia que o Chile é um dos principais exportadores de vinhos do mundo?
Ao todo são exportados mais de 50 milhões de litros por ano, só para o Brasil! 

 

Veja o segredo do sucesso: 

 

Geografia

A geografia do Chile é perfeita para a produção de vinho, o país funciona como uma espécie de ilha. Ao norte, o território chileno é protegido pelo Deserto de Atacama; ao Sul, pela gélida Patagônia; Ao leste, pela majestosa Cordilheiros dos Andes e a oeste, pelo Oceano Pacífico. Esse “isolamento” natural, protege as vinícolas de qualquer tipo de praga. 

 

Clima

A variação do clima mediterrâneo faz com que o desenvolvimento das uvas seja natural, permitindo um sabor mais puro e concentrado. As regiões quentes fornecem uvas marcantes que, geralmente, são utilizadas para produzir vinho tinto. Enquanto que no litoral, região mais fria, são produzidas uvas mais delicadas, para vinhos brancos. 

 

Solo

A região vitivinícola do Chile possui grande amplitude térmica, com regiões muito férteis. Por suas características diversas, é possível cultivar diferentes tipos de uvas com excelência, para produzir diferentes sabores. 

 

Preço

Sem dúvidas, um dos principais fatores para posicionar o Chile como um dos principais exportadores de vinhos é o preço em relação a sua qualidade, que é excelente. Um dos fatores que colaboram para que isso seja possível, é o investimento em sustentabilidade, que evita desperdício, cerca de 75% da produção de vinhos no Chile é sustentável.

 

O melhor de tudo isso é que o turista que vem ao Chile pode voltar ao Brasil com uma mala cheia de vinhos de qualidade por um preço imbatível, saiba mais sobre tudo o que vale a pena levar da sua viagem clicando aqui!

 

Texto por: Najla Amine


Deixe seu comentário


Open chat