Tudo vai depender das suas escolhas! Viajar para o Chile, assim como para qualquer outro lugar do mundo, não possui valor fixo, já que os valores de passagem aérea; hotéis; passeios e restaurantes, variam muito. Mas, para você não ficar totalmente no escuro, vamos trazer a média de valores de tudo o que você precisa para ter uma viagem confortável. 

 

É importante lembrar que todos os valores que traremos aqui são apenas médias e estão baseados nos preços atuais, que podem sofrer alterações, principalmente de acordo com o período, considerando as férias de inverno e verão. Os cálculos serão feitos em reais para facilitar, utilizando uma média de cotação do peso para uma viagem de verão ao Chile. 

 

Os valores a seguir estão baseados nas férias de verão, entre dezembro de 2021 e janeiro de 2022. 

 

Por fim, vamos ao que interessa: quanto custa viajar para o Chile no verão?

 

Passagem aérea: 

Atualmente, as companhias aéreas que possuem voos para o Chile são: Latam, Gol e Sky. 

A média de preço é de R$806,00 a R$960,00 ida e volta. Nestes valores não estão inclusas as taxas e a bagagem de 23kg, que você pode comprar separadamente e costuma custar por volta de R$150,00 ida + R$150,00 volta.

 

Hospedagem: 

O valor da hospedagem é um dos custos que mais vai variar, isso porque depende do bairro escolhido, classificação do hotel ou Airbnb e ainda a escolha entre esses dois. Se você estiver em dúvida entre hotel e Airbnb, clique aqui para ver os prós e contras de cada um

 

O bairro que mais recomendamos aos nossos passageiros é Providencia, saiba aqui o porquê! Com isso, traremos um orçamento de hotel e de Airbnb neste bairro. 

 

A média de preço no hotel Ibis Providencia é de R$263,00 a R$348,00 a diária. Este é um hotel de avaliação 4/5 no TripAdvisor, considerado muito bom. 

 

O Novotel Providencia possui o valor um pouco mais elevado, indo de R$365,00 a R$600,00 a diária. Este é um hotel de avaliação 4,5/5 no TripAdvisor, considerado excelente. 

 

Já um Airbnb em Providencia pode custar, a partir de R$70,00 a diária. 

 

Transporte: 

Para os dias que você não possui passeio com agência ou para ir à restaurantes você pode optar por: 

 

Uma corrida de Táxi ou de Uber (clique aqui para saber qual escolher), entre Providencia, onde você vai estar hospedado, e o centro de Santiago, custa em média R$20,00. 

 

O transporte público, pode variar entre R$4,00 e R$5,00.

 

Passeios: 

No verão o Chile é repleto de passeios excelentes, pensando assim, faremos um roteiro de 5 dias de passeios para você aproveitar, já com a média de valores da Sousas em reais: 

 

Dia 1: City Tour Santiago e Concha y Toro – R$252,00.

 

Dia 2: Embalse el Yeso e Las Melosas – R$312,00.

 

Dia 3: Valparaiso e Viña del Mar – R$195,00

 

Dia 5: Cajón del Maipo e Termas Colina – R$382,00

 

Dia 4: Andes Experience & Wine- R$265,00

 

Para saber mais, você pode entrar no nosso site, que possui os valores em pesos, ou entrar em contato com nossos consultores

 

Seguro Viagem: 

Existem milhares de opções, podendo variar entre R$66,00 e R$600,00. Depende da sua escolha ou do que será exigido que o seguro cubra no momento de entrada no país devido a Covid-19. 

 

Alimentação: 

Este é um dos custos que, sem dúvidas, mais variam, pois depende completamente das escolhas de restaurantes e lanchonete. Comer no Chile não é considerado barato pelos brasileiros, escolher os restaurantes mais turísticos como o Como Agua para Chocolate, pode sair mais caro, por volta de 350,00 para um casal. 

 

Se você estiver buscando por opções mais baratas, não se desespere, muitos restaurantes possuem valores mais acessíveis, em torno de R$60,00 por pessoa. Escolher o “menú del día” pode ser uma boa para dar uma economizada e até experimentar pratos típicos chilenos, ele costuma custar em torno de R$35,00 por pessoa. 

 

Em lanchonetes, você vai encontrar as famosas Empanadas Chilenas, que, no geral, custam por volta de R$8,00.

 

Você também pode optar pelos Fast foods, como McDonald’s ou Burger King, onde os combos podem sair por R$25,00. 

 

Os orçamento de passagem aérea e hospedagem estão sendo feitos ainda com a fronteira fechada e durante a pandemia. Devido a paralisação do turismo, os valores estão mais baixos, por isso, vale muito a pena começar a planejar sua viagem agora, para o fim do ano ou para 2022. 

 


Deixe seu comentário


Open chat