É muito comum ouvirmos dizer que vinho doce só existe no Brasil, mas você já ouviu falar em Late Harvest? 

 

O Chile é um dos maiores produtores de vinhos do mundo, tornando o país um destino indispensável para os amantes da bebida, até mesmo aqueles que procuram um vinho para adoçar um dia de calor!

 

Para entender melhor este termo, vamos fazer primeiro a tradução literal de “Late Harvest”, que em português significa “Colheita Tardia”, e é exatamente isso, este vinho nada mais é do que uma bebida feita com uvas que são colhidas tardiamente, algumas semanas depois do momento ideal, quando estão supermaturadas. 

 

Mas isso não é um processo simples, o produtor de Late Harvest deve possuir muito conhecimento sobre o assunto, pois a fruta deve passar pelo processo natural de desidratação para reter maior concentração de açúcar, o que é muito difícil, pois ela corre alguns riscos, como o de atrair pássaros ou apodrecer. 

 

Então ao contrário do que se pensa, o vinho não possui adição de açúcares, pois ele é obtido através da desidratação do fruto, com isso não se torna enjoativo por sua acidez e notas de mel. Algumas vinícolas chilenas produzem este tipo de vinho, veja aqui uma indicação da Sousas Tour.

 

O Late Harvest harmoniza muito bem com peixes, queijos azuis e sobremesas. É um vinho encantador que vale a pena experimentar. Saiba quais vinícolas conhecer quando estiver em Santiago do Chile para degustar muitos sabores e surpreenda-se.

 

Texto por: Najla Amine

 


Deixe seu comentário


Open chat